terça-feira, 26 de maio de 2015

À mesa com os mais pequenos: Como é que é aí em casa?

Não sei como é aí em casa, mas o meu cachopo não é um miúdo fácil com a comida. Tanto eu como o pai sempre comemos de tudo e, assim que ele começou a comer "comida normal", rapidamente foi incluído na dieta familiar. Porém, não morre de amores pela comida, come porque tem que comer, nunca me diz que tem fome. Se por um lado, é bom quando a criança não tem uma relação de ansiedade com a comida, ou seja, não vê nela um refúgio ou uma recompensa, por outro, há dias que é absolutamente exasperante a lentidão e a falta de apetite. Eu que aprecio comer, chego a desesperar com esta situação. Por isso, vou arranjando algumas estratégias para enfrentar esta batalha, sim, que há dias que parecem batalhas. Aqui ficam algumas sugestões minhas:

. como ele não gosta de provar coisas novas, descrevo sempre tudo de forma entusiasta, com muitos pormenores, caracterizando os ingredientes com os cinco sentidos (às vezes já me pede para provar);

. faço comparações com alimentos que ele conhece: "Olha parece..." e assim, havendo um ponto de partida de algo que lhe é familiar, a curiosidade de experimentar surge;

. levo-o para a cozinha para me ajudar a preparar os alimentos, para lhes sentir as texturas, os aromas, aprender a lavá-los e a respeitá-los;

. crio combinações de sabores e apresentações no prato mais apetitosas;

. chamo-o a atenção quando estamos a ver desenhos animados e os bonecos estão divertidos a comer;


Hoje, deixo-vos uma receita que tem feito a diferença cá em casa: Antes era um simples peixe cozido, e agora passou a ser um prato de "Estótólante" (Leia-se restaurante :)

PESCADA COM  LEITE DE CÔCO


. uma posta de pecasda
. um tomate
. meia cebola
. uma lata pequena de leite de côco
. alho em pó q.b
. sal q.b
. côco ralado q.b.






Faço um refogado com a cebola, o alho, o tomate e o sal sem deixar apurar muito;

Depois junto o leite de côco e misturo no refogado;

De seguida mergulho a posta de pescada no molho e deixo ao lume até o peixe estar cozinhado;

Por fim, junto o côco ralado para o molho engrossar;

E está pronto a servir.
Acompanhe com arroz branco ou puré;



Já agora, mães e pais deste mundo, partilhem aqui também as vossas estratégias nas refeições e receitas infalíveis que usam com os cachopos.

4 comentários:

  1. Na minha casa está tudo proibido de entrar na cozinha enquanto faço o jantar!!!
    É comum entrarem, olharem e com caras feias perguntar o que é "aquilo"... eu respondo e pimba, vem logo o "não gosto" EXASPERANTE!!!
    Agora ninguém entra! Quando está no prato já é outra coisa e GOSTAM!!! Se digo o que tem... não gostam! Lol pra eles :-)
    Beijinhos
    C

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada por partilhar a sua estratégia :)

      beijinhos

      Eliminar
  2. que bom aspeto essa pescada, tenho de experimentar :)
    beijinhos
    http://cromasdacozinha.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Experimente, vai ver que a pescada fica muito macia :)

      obrigada pelo comentário!...

      Eliminar