quarta-feira, 8 de janeiro de 2014

O Maior dos Ensinamentos



Continuo deslumbrada com este novo papel na minha vida: ser mãe. Um papel que se renova a cada dia, que segue um caminho que conquisto diariamente, com uma orgânica muito própria. Como pais, preocupamo-nos que os nossos filhos alcancem metas como aprenderem a andar, a correr, a comer sozinhos, a pedir para fazer xixi, entre outras coisas. Sem dúvida, que são aprendizagens fundamentais. Mas aquilo que mais me inquieta é conseguir transmitir ao meu filho o mais importante ensinamento que os meus pais me passaram: SENTIR. Deixar as emoções manifestarem-se, permitir que estejamos em contacto connosco, com a nossa essência, com aquilo que de mais genuíno temos. Poder sentir é das coisas mais extraordinárias que aprendi na vida. Nalgumas situações até posso sofrer mais, mas também vivo mais, pois o sentimento é um bom amigo, que traz aquilo que nos torna autênticos. Outro dia, eu e o cachopo estavamos a ver um pequeno filme do Mickey e do seu companheiro Pluto. Às páginas tantas, o Mickey zanga-se com o Pluto e sai de casa, deixando o cachorro infeliz. Naquele momento olhei para o meu principezinho. Os seus olhos estavam brilhantes, a conter as lágrimas, quase deixando escapar uma. "Mãe... Olha o Micki foiche embóla... E agola? O Pluto?..." O meu bébé estava com as emoções à flor da pele. Não lhe doía o pé nem a barriga, era o seu pequeno coração que tinha acabado de ser invadido pelas emoções. Guardei esse olhar intenso numa bola de sabão que me tem acompanhado desde então.

2 comentários:

  1. Fico orgulhosa desse principezinho. A vida sem emoções é demasiado cinzenta. Bjs Avó Ita

    ResponderEliminar